domingo, abril 06, 2014

Solidão

Sempre decanta um sopro de solidão
Quando o movimento do dia se deita.
A noite nos envolve em seus lençóis
Bela como uma sereia
E nos promete tanta ventura....
Só nos resta sonhar.

terça-feira, março 25, 2014

RECEITA DE MULHER

RECEITA DE MULHER.

Como recipiente, 
pode hospedar energias em formas variadas, 
sólidas, 
líquidas, 
gasosas, 
espirituais, 
subjetivas, 
intocáveis e, até mesmo, 
insondáveis.

Como vinho,
pode enebriar os humores,
tingir os momentos,
adocicar a vida,
e enternecer a tarde,
amadurecendo no tempo dos encontros.

O recipiente pode ser frágil
e rachar se uma pedra cair com seu peso e suas arestas.
O vinho pode embebedar e manchar até a alma.

Apenas no encontro o recipiente e o vinho poderão ser
ocupado e sorvido,
cada um a seu tempo.

Pode ter um encanto natural,
que convida a gente a sentar em seu colo.
Com um simples olhar acompanhado de um sorriso.
Um lugar confortável que passa segurança.

Pode falar sem arrogância ou certeza:
ser capaz de transitar no incerto e no feio,
no escuro e no áspero
com leveza e calma,
sem afobar a quem se aflige nestes terrenos perigosos.
Pode falar como uma mão que apóia e conduz.

E, então, dançar livremente!
Estando atenta aos ritmos,
aos passos descompassados,
aos afobamentos e hesitações
incluindo tudo isso numa coreografia de encontrar.

.
.
.