quinta-feira, agosto 23, 2007

Teu segredo




Foto de Paulo Lopes



Onde guardar teu segredo,
se ele tem natureza de pássaro
e, de tão verdadeiro,
não cabe dentro de gaiolas?


Como guardar teu segredo,
se ele é volátil e se expande
tornando-se invisível aos olhos do mundo,
tatuada a lua no teu ventre?

De quem guardar teu segredo,
se ele é o negativo do meu
fazendo de mim um refém
à espera de redenção?


Não me peças para guardar teu segredo.


Como destino, ele não anda nos trilhos,
e a crisálida abandonará em breve o casulo.



Nenhum comentário: